Transporte Público em Paris - Parte 5 - Escolha do Ticket ou Cartão Ideal

Esse é o último post da série de 5 que planejei para abordar o sistema de transporte público de Paris.

Preferi dividir ao invés de fazer um post único devido à complexidade do sistema, proporcionando uma leitura de forma mais organizada e menos cansativa. Também é uma forma de direcionar um pouco possíveis dúvidas e perguntas.


A respeito dessas dúvidas e perguntas, o principal objetivo desse blog é ajudar pessoas a viajar e passear mais, principalmente aqueles que não viajaram. Por isso até algumas dicas podem parecer óbvias demais, mas sempre tem alguém que nunca saiu de sua cidade natal, seja ela uma capital ou a cidade mais remota do interior, e que alimentou por anos o desejo de vivenciar novas experiências.

Nesse sentido, abro oficialmente meu blog para todas as perguntas, não existem dúvidas banais e eu vou procurar responder rapidamente a todos. Se for alguma coisa que eu não sei, irei pesquisar sobre o tema e/ou perguntarei a todos para que possamos nos ajudar de forma colaborativa. Se a dúvida foi muito importante irei fazer um post específico para ajudar da melhor forma possível.

Tem vergonha de perguntar? Me envie um email ou use o formulário do blog, só eu irei ver e lhe responder.

Por fim, para não me alongar muito, ressalto que qualquer pergunta sobre qualquer assunto relacionado a passeios e viagens podem ser feitas, independente se já foi um assunto abordado em um post ou não.


Voltando ao tema transporte em Paris, ainda vou falar sobre transporte particular e como se deslocar de/para aeroportos, cada assunto em seu próprio post, essa série aborda exclusivamente transporte público.


Conversando com outros viajantes, e até através da minha própria experiência, há uma dúvida muito frequente com relação às diversas opções de tickets e cartões para utilizar o transporte público de Paris.

São tantas opções e cada uma com suas peculiaridades que as vezes ficamos confusos sobre qual comprar e acabamos perdendo uma ótima chance de economizar um pouco.

Nesse post minha intenção é explicar de forma um pouco mais detalhada como funciona cada tipo de ticket ou cartão e também auxiliar nas contas que devem ser feitas, incluindo exemplos, para que o dinheiro gasto na viagem seja otimizado. Afinal, uma economia de 20 euros pode representar um souvenir novo na estante de casa ou até mesmo 20 euros a mais para a próxima viagem, por que não?


Caso alguém tenha dúvida sobre qual a melhor opção, não hesite em perguntar, procurarei ajudar da melhor forma possível.


 

COMO ESCOLHER O TICKET ADEQUADO

 

Recapitulando, há diversas opções de tickets e cartões para utilizar o transporte público de Paris:

  • Ticket T+;

  • Île-de-France point-to-point;

  • Mobilis;

  • Paris Visite;

  • Navigo.


Escolha terá como base 3 perguntas básicas: Em quais Zonas irá circular, por quanto tempo e que dia da semana se iniciará o passeio?


Para facilitar, vou separar a viagem de duas formas, a primeira apenas na região central de Paris, nesse caso estou considerando Zonas 1 e 2, e a segunda todas as 5 Zonas de Paris, incluindo as regiões central e periférica.


 

REGIÃO CENTRAL DE PARIS

Para essa comparação considerei a utilização de 4 tickets T+ por dia, suficientes para sair e voltar ao hotel duas vezes ou realizar deslocamentos no meio do dia.

Também foi considerado um custo adicional de 5,00 EUR referente à aquisição do cartão Navigo pela primeira vez.

A tabela apresenta uma síntese do custo das opções de tickets e cartões disponíveis, seguindo as considerações descritas acima.



Elaborei, ainda, uma segunda tabela considerando a utilização de 1 a 7 tickets T+ por dia, para ajudar nas contas.



As duas tabelas comparativas permitem tirar as segundas conclusões:


Ticket T+

  • 1 a 7 dias se a média for de 1 T+ por dia;

  • 1 a 7 dias se a média for de 2 T+ por dia;

  • 1 a 6 dias se a média for de 3 T+ por dia;

  • 1 a 4 dias se a média for de 4 T+ por dia;

  • 1 a 3 dias se a média for de 5 T+ por dia e houver necessidade de circulação na Zona 3;

  • 1 a 2 dias se a média for de 6 T+ por dia e houver necessidade de circulação na Zona 3.


Mobilis

  • 1 a 3 dias se a média for de 5 T+ por dia e não houver necessidade de circulação na Zona 3;

  • 1 a 3 dias se a média for de 6 T+ por dia e não houver necessidade de circulação na Zona 3;

  • 1 a 3 dias se a média for de 7 T+ por dia e não houver necessidade de circulação na Zona 3;

  • 1 dia se a média for de 7 T+ por dia e houver necessidade de circulação na Zona 3.


Paris Visite

  • 3 dias se a média for de 6 T+ por dia e houver necessidade de circulação na Zona 3;

  • 2 a 3 dias se a média for de 7 T+ por dia e houver necessidade de circulação na Zona 3.


Navigo

  • 7 dias se a média for de 3 T+ por dia;

  • 5 a 7 dias se a média for de 4 T+ por dia;

  • 4 a 7 dias se a média for de 5 T+ por dia;

  • 4 a 7 dias se a média for de 6 T+ por dia;

  • 4 a 7 dias se a média for de 7 T+ por dia.


As tabelas que seguem ilustram um pouco melhor as melhores opções segundo a média de utilização diária de ticket T+ e se há ou não a necessidade de circulação na Zona 3.





 

REGIÕES CENTRAL E PERIFÉRICA DE PARIS


Analogamente ao que foi feito para circulação na região central de Paris, abaixo segue uma tabela comparativa com os custos de cada tipo de ticket e cartão disponível.

Também foi utilizada como média a quantidade diária de 4 tickets T+, mas há uma diferença a ser considerada em complemento aos T+, uma vez que para o deslocamento a locais mais distantes via RER ou Ônibus de aeroportos é necessário comprar um ticket Île-deFrance point-to-point, que tem custo variável de acordo com a origem e o destino. Noctilien e algumas linhas de Ônibus especiais também possuem tarifação diferenciada.

Diante dessa informação faz-se necessário considerar que os tickets IDF e cobranças diferenciadas podem fazer o ticket T+ ficar inviável independente do número de dias.


*Nessa tabela o ticket Île-de-France pointo-to-point é apresentado como uma opção, mas o custo irá variar de acordo com os trechos que farão parte dos itinerários da viagem.



Com base na tabela acima foi possível chegar à seguinte conclusão:


Ticket T+

  • 1 a 7 dias se a média for de 1 T+ por dia;

  • 1 a 7 dias se a média for de 2 T+ por dia;

  • 1 a 6 dias se a média for de 3 T+ por dia;

  • 1 a 4 dias se a média for de 4 T+ por dia;

  • 1 a 3 dias se a média for de 5 T+ por dia;

  • 1 a 3 dias se a média for de 6 T+ por dia;

  • 1 a 2 dias se a média for de 7 T+ por dia.


Navigo

  • 7 dias se a média for de 3 T+ por dia;

  • 5 a 7 dias se a média for de 4 T+ por dia;

  • 4 a 7 dias se a média for de 5 T+ por dia;

  • 4 a 7 dias se a média for de 6 T+ por dia;

  • 3 dias se a média for de 7 T+ por dia mediante aquisição até quinta-feira;

  • 4 a 7 dias se a média for de 7 T+ por dia.


Caso a utilização de T+ e IDF supere o valor da segunda melhor opção, o resultado é um pouco diferente

  • Mobilis Zonas 1 a 5 por 1 dia se o valor total de T+ e IDF for superior a 17,80 EUR;

  • Mobilis Zonas 1 a 5 por 2 dias se o valor total de T+ e IDF for superior a 35,6 EUR e o início da viagem for a partir de sexta-feira;

  • Mobilis Zonas 1 a 5 por 3 dias se o valor total de T+ e IDF for superior a 53,40 EUR e o início da viagem for a partir de sexta-feira;

  • Navigo por 2 a 7 dias se o valor total de T+ e IDF for superior a 27,80 EUR e o início da semana seja se seguna a quinta-feira.


Elaborei uma tabela com a melhor opção segundo média diária de ticket T+ e possibilidade do valor total com tarifas especiais e ticket IDF superar a segunda melhor opção.


*O cartão Navigo é vendido até a quinta-feira para utilização na mesma semana, ou seja, não é possível adquirir o cartão na sexta-feira, sábado e domingo para utilização de 1 a 3 dias.



 

MINHA ESCOLHA

 

Em minha viagem a Paris eu cheguei em uma sexta-feira, portanto comprei tickets T+ e usei durante três dias, um total de 7 tickets, e nesse período concentrei a viagem na Zona 1, principalmente com longos trechos de caminhada. A partir da segunda-feira comprei um Navigo semanal e usei por 4 dias, pois retornei ao Brasil na quinta-feira. Nesse período deixei para realizar os passeios mais remotos, como Disneyland Paris e Château de Versailles, portanto para mim valeu a conta do T+ com IDF superando o valor do Navigo, mesmo que eu tenha utilizado por apenas 4 dias um cartão que tecnicamente vale por uma semana.



 

CONCLUSÃO FINAL


Logicamente a conta é um pouco mais complexa que isso e envolve muitos outros fatores, como por exemplo:

  • Aquisição de um passe de atrações que inclui transporte na região central de Paris.

  • Desejo de traçar os itinerários da viagem ao longo da própria viagem, sem previsão definida.

  • Desejo de não perder tempo comprando tickets no meio da viagem.

  • Distância do ponto de venda mais próximo e utilização principalmente de Ônibus em pontos de rua.


Enfim, são inúmeras as ponderações que podem ser feitas para a tomada de decisão sobre qual ticket ou cartão é melhor adquirir e somente o próprio viajante pode tomar essa decisão.

O que eu procurei fazer foi colocar à disposição o maior número de dados e informações que tenho conhecimento com intuito de ajudar da melhor forma possível a escolha que, devido à complexidade do sistema de transporte público de Paris, pode deixar muitos de cabelo em pé.

Quando se olha o transporte como um todo, tendo todas as opções na mesa, verão que não é tão complicado assim.


Como dito no começo desse post, estou à disposição para (tentar) esclarecer dúvidas a respeitos deste ou de outros temas relacionados a viagens e passeios.


Concluo, portanto, minha série de 5 posts sobre transporte público em Paris. Ainda pretendo voltar ao tema transporte em 2 ou 3 posts que tenho planejados, mas para mudar um pouco os ares e tornar a leitura um pouco mais leve eu vou mudar de assunto por um tempo e depois retomo o tema. Pretendo falar um pouco sobre restaurantes e até mesmo fazer algum review, mas confesso que ainda não sei a ordem que irei seguir. Se houver algum assunto de grande interesse me peçam que, se eu tiver material suficiente para escrever sobre, irei passar na frente da fila. Pretendo conduzir esse blog de forma colaborativa, ouvindo sugestões e até mesmo os relatos e dicas de qualquer um disposto a dedicar um tempo a me enviar um email.



#dica #transporte #paris #viagem #transporteparis

POSTS RECOMENDADOS