Para Onde Viajar sem Passaporte

Boa noite pessoal!

No post anterior forneci um passo a passo para tirar seu passaporte, mas vocês sabiam que é possível viajar para outros países apenas com o RG?

Não usem isso como desculpa para não tirar passaporte, afinal, nunca se sabe quando teremos a oportunidade de viajar para outros países e seria muito triste perder uma oportunidade por não ter esse documento. O processo é simples, rápido e barato, são menos de 300 reais para 10 anos de passaporte.

Para contexto, vamos supor que você vai tirar férias amanhã e quer viajar para outro país, mas não tem passaporte, para onde ir?

Fique tranquilo que há muitos destinos interessantíssimos para conhecer apenas com o RG, alguns inclusive dentre os melhores lugares que já conheci.

Vamos então à lista?


ARGENTINA

Destino mais frequente para quem viaja para o exterior pela primeira vez, é fácil falar português nos lugares mais turísticos e não há grandes impactos de costumes e culinária.

É possível conhecer Buenos Aires, uma cidade incrível, e também excelentes destinos como Bariloche, Mendoza e, meu destino preferido, a região da Patagônia.

O peso argentino é desvalorizado em relação ao real, portanto comer e passear por lá vai sair bem em conta.

O período de permanência máximo é 90 dias e não é necessário nenhum certificado de vacinação.

BOLÍVIA

Ainda não conheço esse país, mas está na minha lista de prioridades na América do Sul, um dia espero poder completar o texto com informações mais úteis.

A moeda é o boliviano, mas não tenho informações sobre comparação de preço com o Brasil.

O período de permanência máximo é 90 dias e é necessário apresentar certificado de vacinação contra febre amarela.

CHILE

Foi o primeiro destino internacional que conheci por minha conta.

É possível conhecer a capital Santiago, que, além muito interessante, funciona como ponto de partida para muitos passeios na região, como Valparaíso, Viña del Mar, vinícolas, dentre outros.

Faço um destaque especial para o deserto do Atacama e também para Punta Arenas, para quem quiser um destino mais frio.

Aos amantes do esqui ou para quem, como foi o meu caso um dia, sonha em ver a neve, não deixe de conhecer o Valle Nevado (mas leve seu lanche para não deixar todo o orçamento da viagem em uma refeição lá).

O peso chileno é desvalorizado em relação ao real, onde se gastam dezenas de reais serão gastos milhares de pesos, mas em contrapartida é tudo um pouco caro lá, então não dá para dizer que, de forma geral, a viagem vai sair mais barata do que passar um tempo em São Paulo.

O período de permanência máximo é 90 dias e não é necessário nenhum certificado de vacinação.

COLÔMBIA

Ainda não conheço a Colômbia, mas conversei com pessoas que conhecem e li bastante sobre.

Possui desde praias caribenhas como grandes cidades com sua beleza arquitetônica e cultural.

A moeda é o peso colombiano e, de forma geral, é tudo mais barato do que no Brasil, principalmente hotéis, é possível ficar em um hotel 5 estrelas com o preço de um 3 estrelas no Brasil.

O período de permanência máximo é 90 dias e é necessário apresentar certificado de vacinação contra febre amarela.

EQUADOR

Também não conheço o Equador, mas a previsão é que em 2019 eu vá para esse país. A semelhança com o Peru, sobre o qual falo mais à frente, me faz colocar em primeiro lugar na minha lista de prioridades da América do Sul.

A moeda é o dólar americano...oi?? Sim, eles usam o dólar e nas últimas eleições todos os candidatos se mostraram favoráveis a mante-lo.

Mas não hão de se preocupar, pois, ainda que a moeda seja valorizada em relação ao real, os preços de tudo lá são bem em conta, semelhante também ao Peru.

O período de permanência máximo é 90 dias e é necessário apresentar certificado de vacinação contra febre amarela.

PARAGUAI

Outro país que ainda não conheço, mas foi por falta de oportunidade, assim que aparecer uma promoção e datas favoráveis eu vou a Assunção.

Creio ser o destino com passagens mais baratas, inclusive se não quiser ir até Assunção, a capital, é possível tomar um avião até Foz do Iguaçu e cruzar a fronteira em passeios vendidos em hotéis e agências.

A moeda é o guarani e não preciso nem comentar sobre os preços, tudo lá será a um preço incrivelmente baixo, inclusive compras para você e toda a família. É possível comprar no próprio hotel em Foz e os paraguaios entregam as compras para você.

Se eu vou a Foz ou a Assunção só o destino irá dizer, estou deixando em aberto por ora.

O período de permanência máximo é 90 dias e é necessário apresentar certificado de vacinação contra febre amarela.

PERU

Dessa lista toda, só posso conhecer um país, qual você recomenda?

Sem sombra de dúvida, longe longe longe da minha segunda opção, eu recomendo que vá ao Peru.

Um dos países mais incríveis que conheci.

A capital, Lima, é uma cidade extremamente agradável, mas sem muito a acrescentar, mas é no interior que a coisa fica interessante.

Conheci muitas cidades no interior, poderia fazer (e vou fazer) posts inteiros só sobre essa viagem, mas para ser sucinto vou destacar que viajar pelo interior do Peru, com base em Cuzco, é como voltar no tempo, adentrar um mundo completamente diferente da realidade em que vivemos, desde o contato com as pessoas, a culinária, os costumes, as inúmeras ruínas e todo o clima que permeia esse lugar maravilhoso.

Eu acho que o Peru é muito mais do que Machu Picchu, não que este não seja um dos passeios mais incríveis que já fiz na vida, mas é que tem muito mais para ser descoberto.

Vou encerrar por aqui, para não me estender muito, mas aguardem muitos posts sobre o Peru no futuro próximo.

A moeda é o novo sol e tudo é muito barato lá. Artesanato é vendido a preço simbólico, 5-10 reais em cadernos ou carteiras de couro; táxis são negociáveis e um dia inteiro de um taxista pode sair a 100 reais; e a gastronomia mais premiada da América do Sul é acessível, frequentei o restaurante por muitos anos eleito o melhor da América do Sul e, além de ser MUITO bem atendido com minhas roupas de turista, o preço foi equivalente a um restaurante mediano em São Paulo.

O período de permanência máximo é 90 dias e não é necessário nenhum certificado de vacinação.

URUGUAI

O Uruguai figura, junto com o Chile, dentre os destinos caros na América do Sul.

Montevidéu é uma cidade muito bonita, mas a meu ver a mais semelhante com o que temos no Brasil, e os preços são um pouco salgados.

A moeda local é o peso uruguaio.

Há destinos mais interessantes que Montevidéu, como Colonia de Sacramento e Punta del Este.

Como eu gosto mais de história do que de praia, se tiver que escolher um, eu recomendo Colonia, mas ambos são facilmente acessíveis a partir de Montevidéu e basicamente vai do gosto de cada um.

Em Colonia é possível pegar uma ferry até Buenos Aires.

O período de permanência máximo é 90 dias e não é necessário nenhum certificado de vacinação.

VENEZUELA

Outro destino que não conheço, mas também não pretendo conhecer.

A quem quiser mais informações, conversei com pessoas que foram e, para turistas, existe uma infraestrutura um pouco melhor, mas mesmo assim há um clima de insegurança e muitas recomendações para que, em determinados momentos, não deixem o hotel.

O Portal Consular do Itamaraty classifica como risco 4/5, ou seja, evitar viagens não essenciais.

A moeda é o Bolivar e de forma geral é tudo muito barato. Vale lembrar que há dois câmbios correntes, um oficial e outro paralelo (e ilegal!!!). No câmbio paralelo é possível trocar uma quantidade exorbitante de bolivares por dólar, mas novamente afirmo que é ilegal e pode gerar problema para ambas as partes, além da possibilidade de obtenção de cédulas falsas.

O período de permanência máximo é 90 dias e é necessário apresentar certificado de vacinação contra febre amarela.

Encerro, portanto, esse post destinado a quem quer viajar sem passaporte ou até mesmo a qualquer pessoa com interesse em algum desses destinos.

Vai viajar para algum deles? Me encaminhe dúvidas que ajudo a planejar a viagem, principalmente para os destinos que conheço pessoalmente.

No próximo post irei falar sobre visto, o terror dos brasileiros, mas que não é tão aterrorizante assim.

#américadosul #viagem #dica

Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RECOMENDADOS