Avaliação de Restaurante #16 - Rinconcito Peruano - São Paulo

Data da Visita: 29/06/2019

Horário: Almoço

Local/Unidade: Rua Aurora 451, São Paulo

AMBIENTE - 9/10

Simplicidade, a palavra que melhor descreve o ambiente desse restaurante. Contudo, é uma simplicidade que veste como uma luva a proposta do estabelecimento. Não tem excessos desnecessários e o ambiente se torna muito agradável.

As mesas, talheres e louças, além do piso, são simples, pois o restaurante é simples, eu diria que são perfeitos. Não avalio como bom um estabelecimento que serve bebida em copo de cristal, mas sim se as louças e afins condizem com o ambiente.

No Riconcito Peruano há um casamento perfeito de todos os aspectos, é como estar em um restaurante do interior peruano, vou voltar a esse pontos mais adiante.

Completando, tudo estava limpo e o corredor para circulação é amplo, permitindo que garçons e comensais circulem sem esbarrar nas cadeiras alheias.

É difícil dar uma nota para a simplicidade, então vou dar um 9 para valorizar o trabalho de horas para criar uma decoração perfeita para um espaço, apesar do fato de que eu não mudaria absolutamente nada nesse local.

SERVIÇO - 10/10

É uma necessidade, pra mim, dar nota 10 para o serviço do Rinconcito Peruano, perfazendo a nota mais controversa que eu já dei até hoje, pois pela primeira vez é 100% coração e 0% razão.

É bagunçado, os pratos saem em ordem completamente aleatória e pratos vieram com bordas sujas de comida, mas e se eu dissesse que isso ajudou ao invés de atrapalhar a nota?

Raramente, talvez nunca, eu elogiei veementemente um estabelecimento que tenta reproduzir comida estrangeira no Brasil, principalmente os deprimentes restaurantes mexicanos e até mesmo um restaurante peruano do que já foi o melhor chef da América Latina.

Pois bem, o Rinconcito me levou para o Peru, e não só pela comida, a qual eu vou avaliar no tópico específico, mas também pelo atendimento.

Começando pelo cardápio que está apenas em espanhol, além disso todos, ou quase todos, os que trabalham lá são peruanos e falei somente espanhol durante a refeição, era realmente como se eu tivesse voltado para o interior do Peru, um dos lugares mais reconfortantes que já visitei. Para quem não teve essa experiência, os peruanos, seja pelo jeito de falar ou pela forma meio atabalhoada de atender, acabam fornecendo um atendimento diferenciado, de uma forma boa.

Enfim, surpreendentemente tive um dos atendimentos que mais me agradaram até hoje, é isso que eu estou buscando, algo além do padrão de etiqueta que é encontrado nos estabelecimentos requintados e com suficientemente treinamento.

COMIDA - 9/10

Comecei a refeição com um ceviche, não podia faltar em um almoço peruano.

Estava excelente, apimentado, ácido, com peixe de boa qualidade e bem apresentado. Bom equilíbrio entre os sabores fortes desse prato.

Era para ser uma entrada, mas era enorme, pode pedir como prato principal que não irá passar fome.

De prato principal eu pedi um tacu taco com frutos do mar. Por baixo havia uma mistura de feijão e arroz, perfeita para equilibrar a agressividade dos frutos do mar, ou assim eu pensava. Quando chegou o prato me surpreendi com o molho aveludado e suave que cobria os frutos do mar, senti até a falta de um sabor mais marcante como estava esperando.

Os frutos do mar tinham uma consistência boa e estavam no ponto correto, com exceção de alguns pedaços de polvo que passaram um pouco do ponto.

De sobremesa comi um bolo tres leches. Infelizmente esqueci da foto, mas o bolo era muito bom, bem úmido e não muito doce.

CARDÁPIO - 8,5/10

Há muitas opções de entradas e pratos principais, mas senti falta de mais sobremesas.

Outro ponto é que a culinária peruana é muito rica e o restaurante poderia explorar um pouco mais os pratos típicos. Muitos dos pratos do cardápio são interpolações de ingredientes semelhantes.

Para completar, foi o único lugar até agora, no Brasil, onde encontrei Inka Cola e Chicha Morada.

PREÇO - 10/10

Se pudesse dar 11 eu daria nota 11.

O ceviche parece, a princípio, um pouco caro, mas 250g de peixe por R$ 38 não é tão caro assim, caro é servir 4 bolinhos de farinha e cobrar mais de R$ 30.

Os pratos principais de carne, por exemplo, custam R$ 28 e de frutos do mar, como o que comi, custam a partir de R$ 48. É muito barato.

Aqui está uma foto do que se compra por R$ 228:

A sobremesa era simples, mas custou R$ 12, mais barato que frutas picadas ou uma bola de sorvete em outros restaurantes.

Os sucos também são baratos, com o preço de 1 copo em outros estabelecimentos comprei uma jarra no Rinconcito.

Recomendo a todos que comprem os alfajores caseiros no caixa, por R$13 é possível comprar 8 unidades.

AVALIAÇÃO FINAL - 9,3

Sergio Esteve Aqui

#restaurante #avaliação #peruano #sãopaulo

Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RECOMENDADOS