Sergio Esteve Aqui #24 - Nino Cucina & Vino - São Paulo

Data da Visita: 28/07/2019

Horário: Almoço

Local/Unidade: Jerônimo da Veiga 30

AMBIENTE - 3/5

O ambiente é todo decorado, com nichos de madeira nas paredes recheados de itens que remetem à Itália.

Não tem nada de muito errado com a decoração em si, achei um pouco carregada, mas foi bem planejada e tudo faz sentido nas paredes.

Há uma boa escolha de louças e talheres, sendo todo o ambiente muito bem arrumado com mesas padronizadas.

Há, no entanto, 3 coisas que me desagradaram:

  • O ambiente é muito escuro, estávamos em um dia meio nublado e a única iluminação vem de lâmpadas suspensas que caem sobre as mesas, muito subdimensionadas para o salão.

  • A música é alta e a acústica é ruim, acredito que foi o restaurante mais barulhento que frequentei nos últimos anos. Mesmo com espuma sob todas as mesas o barulho dificulta conversas.

  • As mesas são muito próximas e o espaço para circulação é ruim. Levei alguns chutes na cadeira e, o pior, vocês lembram na sala de aula quando um professor ia atender o colega do lado e praticamente sentada na sua carteira? Então, por pouco que eu não tinha que afastar o copo para não ser derrubado com uma bundada quando o garçom atendia as mesas vizinhas.

Infelizmente o ambiente está um pouco abaixo do restante.

SERVIÇO - 3,5/5

O serviço foi um pouco abaixo da média, com pontos altos na recepção, mas depois deixou um pouco a desejar.

A casa estava cheia, mas não justifica a sensação de que nenhum garçom estava cuidando da mesa.

O atendimento foi todo cordial e não houve nenhum erro nos pratos, mas tivemos que chamar garçom para tudo, mesmo após entregar os cardápios e pararmos de ler nenhum garçom veio automaticamente tirar o pedido. Tivemos que chamar o garçom, que anotou os pedidos e saiu correndo, sem esperar ou perguntar sobre as bebidas.

Não chegou a ser ruim, mas também não me agradou muito, para mim foi um atendimento abaixo da média.

Teve, no entanto, um ponto que achei ruim que foram louças sujas. Um copo tinha um líquido escuro grudado por dentro e dois pratos de sobremesa vieram engordurados e com pedacinhos de algo que se desprendeu de uma fritura.

COMIDA - 4/5

Iniciei com o pão da casa e arancini.

As duas entradas estavam boas, com destaque para o pão, muito crocante e saboroso. O arancini estava médio, não foi o melhor e não foi o pior. Achei o arroz um pouco duro e o queijo poderia estar mais derretido, mas no geral estava bom.

Para o prato principal, pedi o ossobuco com tutano.

A carne estava macia e desmanchando, muito saborosa. O molho que acompanhou o tutano também estava maravilhoso. Eu comi metade do tutano puro, depois joguei o resto no molho e virei sobre o risoto. O molho tinha uma consistência boa, sem excesso de amido de milho ou trigo que alguns insistem em adicionar.

Quase tudo perfeito, exceto pelo risoto. Estava quase cru, escapou por 30 segundos na panela, mas poderia ter ficado mais 30 segundos. O problema foi a cremosidade, estava muito seco, eu fiz até um vídeo mostrando que quase dava para fatiar o risoto. Pode ser um erro de escolha de prato, ao invés de servir espalhado no prato raso, como não tem que usar faca para comer ossobuco, minha sugestão é colocar no prato fundo e depois apoiar a carne sobre o risoto. Isso ajudaria também a criar um ambiente para jogar o molho com tutano ao redor do risoto.

Como crítica ao prato ressalto que, de forma geral, era muito salgado, talvez por causa da grande quantidade de queijo utilizado e do molho que recobria a carne, que parecia até ter um leve toque artificial de realçador, mas como não tenho certeza vou parar por aqui.

Para a sobremesa pedi o tiramissu, que infelizmente foi o ponto baixo do jantar. Os biscoitos encharcados de café acabavam trazendo uma sensação de água na boca enquanto comia, parecido quando um morando solta água na massa de um bolo, que eu não acho muito agradável. Poderiam deixar menos tempo no café.

Outro ponto um pouco ruim foi que tinha muito creme que parecia um pouco mais abaunilhado do que deveria, quase igual a um recheio de bolo, mas pesado e gorduroso. Prefiro um tiramissu mais leve, tanto na consistência e gordura do creme quanto nos sabores.

Enfim, uma refeição na média, com pontos altos e baixos, mas que falhou em surpreender. Minha nota seria um 3,5, porém, por ter visto muitas técnicas corretas eu aumentei para 4, para valorizar o conhecimento do chef sobre técnicas culinárias.

CARDÁPIO - 4/5

Achei o cardápio um pouco reduzido, mas que atende todos os gostos.

Os acompanhamentos não são elaborados, mas condizem com a proposta do restaurante, então não irei considerar como ponto negativo.

Gostei de ver cortes menos nobres, como ossobuco e língua, que será o próximo prato que pedirei no Nino.

No geral um cardápio justo, nem a mais nem a menos, portanto fica na média e leva a nota 4.

PREÇO - 4,5/5

Gostei dos preços das entradas e pratos principais. As sobremesas me pareceram um pouco acima da média, mas em contrapartida é possível dividir, uma vez que são grandes.

Como sempre tomei água com gás, que é cara, R$ 6 por cerca de 500 mL servidos em uma jarra e praticamente sem gás. O café também é salgado, R$ 7.

Minha avaliação geral para o cardápio é que é melhor do que a média, não chega a ser excepcional, mas os preços são bons pelas porções servidas.

AVALIAÇÃO FINAL - 3,8/5

Sergio Esteve Aqui

#restaurante #avaliação #italiano #sãopaulo

Posts Relacionados

Ver tudo
POSTS RECOMENDADOS